Parece mentira. Uma escola para menores infratores no Rio de Janeiro utiliza crimes em seu método pedagógico. Ao ser entrevistado, Jorge Luiz Nepomuceno, coordenador pedagógico da instituição, afirmou que usar crimes pode ser a melhor forma de fazer com que os jovens infratores se interessem pelos estudos. Segundo o diretor, após usar da vivência no crime para produzir aprendizado relacionado às disciplinas regulares, foi observado um aumento no desempenho escolar dos jovens internados na instituição.

O MDS teve acesso a algumas provas contendo exemplos de como o expertise criminal daqueles jovens são aproveitados pelos professores em matérias com matemática, língua portuguesa, química, entre outras.

Prova de língua portuguesa

IMG_0662

Questão da prova de língua portuguesa

Prova de matemática

IMG_0663

Questão da prova de matemática

Prova de física

IMG_0660

Questão da prova de física

Prova de química

IMG_0664

Questão da prova de química

Prova de biologia

IMG_0661

Questão da prova de biologia

Nossa reportagem procurou a Secretaria de Educação, mas encontrou um aviso na porta escrito “Volto já” e desistiu de tentar uma entrevista com o secretário, pois o nosso repórter tinha parado o carro em fila dupla e estava com medo de levar uma multa.