MARCOS E CARLA ESTÃO NA SALA DO APARTAMENTO. CARLA ESTÁ ASSISTINDO UM PROGRAMA DO DISCOVERY HOME & HEALTH, ENQUANTO MARCOS ESTÁ MEXENDO NO NOTEBOOK. NA TV, UMA CENA CHAMA A ATENÇÃO DE CARLA

CARLA: Olha que vestido de noiva lindo. Parece um pouco com o que eu usei, né?

MARCOS MEXE NO NOTEBOOK SEM RESPONDER

CARLA: Não é parecido?

MARCOS NÃO DESVIA O OLHAR DO NOTEBOOK

CARLA: Marcos! Você não está me ouvindo não?

MARCOS: Claro, amor. Tô te ouvindo sim.

CARLA: E o que foi que eu falei?

MARCOS: O que você falou? É… você falou do… você falou do bolo em formato de pirâmide que o cara está fazendo no programa aí.

CARLA: Marcos, o programa dos bolos já acabou há quase uma hora! O programa que tá passando agora é o dos vestidos de noiva.

MARCOS: Bolo, vestido de noiva… É isso aí.

CARLA: Marcos, você não presta atenção em mim mesmo, né? Eu tô falando contigo há um tempão e você está me ignorando.

MARCOS: Não estou te ignorando, amor. É que eu estou fazendo uma parada aqui no notebook.

CARLA: E não consegue fazer o que você está fazendo no notebook e falar comigo?

MARCOS: Não dá para fazer duas coisas ao mesmo tempo, Carla.

CARLA: Como não dá? Eu estou vendo TV e falando com você.

MARCOS: Mas você é mulher.

CARLA: E o que tem a ver?

MARCOS: Mulher sempre consegue falar fazendo outra coisa. Mulher consegue falar fazendo qualquer coisa. Mulher consegue falar qualquer coisa enquanto faz qualquer outra coisa. Porque se mulher só fosse fazer outra coisa quando parasse de falar, não faria nada nunca.

MARCOS RI.

CARLA: Que coisa mais machista!

MARCOS: Machista? Estou dizendo que as mulheres conseguem fazer mais coisas ao mesmo tempo do que os homens, isso é machismo?

CARLA: Não é o que você fala, é o jeito.

MARCOS: Tá bom, meu amor. Me desculpa. Vamos fazer assim, então. Quando eu estiver ocupado com alguma coisa e você quiser falar comigo, me chama primeiro para eu parar o que eu estiver fazendo e te dar atenção. Se você simplesmente começar a falar do nada, eu não vou conseguir prestar atenção direito mesmo.

CARLA: Isso é um absurdo, Marcos. Você está do meu lado. Não é possível que não consiga prestar atenção em mim só porque está mexendo no notebook.

MARCOS: É só me chamar. Eu olho para você e você me fala o que quer, sem estresse.

CARLA: É o jeito, né. Tá bom. Agora me deixa que agora é a parte que a mulher escolhe o vestido.

PASSAM-SE POUCOS MINUTOS. O PROGRAMA QUE CARLA ESTÁ ASSISTINDO VAI PARA O INTERVALO E ELA RESOLVE ZAPEAR OS CANAIS.

SOM DA TV: Voltamos já com “A Escolha do Vestido”…/CLIC/…Mas espere, comprando essa prática fritadeira, você leva de graça o maravilhoso…/CLIC/…Próximo lote é um reprodutor da raça zebu…/CLIC/…E vem o Manchester United no contra-ataque. A bola chega para Rooney e…

MARCOS: Opa! Deixa no jogo aí.

CARLA: Ué, como é que você sabe que está passando jogo? Não estava mexendo no seu notebook?

MARCOS: Mas eu estou mexendo…

CARLA: E você não consegue fazer duas coisas ao mesmo tempo, como ouviu o jogo na TV?

MARCOS: Ah, Carla. Eu desviei o olho aqui do notebook e percebi que você tinha colocado no jogo. Deixa de ser exagerada também.

CARLA: Ah, Marcos. Vou deixar você mexendo no computador e vendo o jogo ao mesmo tempo, já que, pelo visto, isso você consegue, né? Vou pro quarto assistir o Chuva de Arroz, que vai começar agora.

MARCOS: Não, amor. Pode assistir aqui. Não fica chateada comigo não.

CARLA: Não estou chateada não, Marcos. Já estou acostumada…

MARCOS: Mas…

CARLA VAI PARA O QUARTO. MARCOS PASSA A OLHAR MAIS O JOGO NA TV E ACABA FECHANDO O NOTEBOOK. CARLA APARECE DE NOVO NA SALA.

CARLA: Onde está o controle da TV do quarto, Marcos?

MARCOS SE SENTA NA BEIRA DO SOFÁ PARA ACOMPANHAR O LANCE DE PERIGO NO JOGO. NEM PERCEBE QUE CARLA FALOU ALGUMA COISA. CARLA RESPIRA FUNDO, DESISTE E VOLTA PARA O QUARTO. PASSAM-SE DEZ SEGUNDOS. MARCOS GRITA NA DIREÇÃO DO QUARTO.

MARCOS: Você me chamou, amor?

 

FIM

Sobre o autor

Roberto Rocha

Engenheiro metido a humorista. Humorista metido a roteirista. Roteirista metido a engenheiro. Praticante do esporte mais popular do mundo que é reclamar da vida. Parece irônico quando fala sério e parece sério quando está sendo irônico. Uma figura desagradável. Host do Minuto de Silêncio.

Posts relacionados